Posts Tagged ‘ problemas ’

Moreno alto, bonito e sensual. Talvez você seja a potencialização dos meus problemas.

Todos nós temos um hábito, um traço de personalidade, um vício ou costume que sabemos não ser o ideal. É aquela coisinha que às vezes dá vergonha, nos faz sentirmos menos do que os outros. Eu chamo isso de “cantinho negro” da personalidade. O seu vício, seu defeito primordial. Para alguns é um cantinho, para outros, grandes paredes negras de desvio de conduta.

Pode ser o cigarro, a bebida, o uso de alguma droga, a preguiça, a agressividade, a mentira, depressão… you name it. Qualquer coisa que te faça mal.

Um relacionamento serve para muitas coisas, e uma delas é fazer você se sentir bem consigo mesmo. E para alcançar esta sensação de bem estar, muitas vezes, é mais importante partilhar defeitos do que qualidades. Só que o problema de ter alguém que “te entende” e partilha defeitos é que estes defeitos acabam parecendo qualidades.

Encontrar alguém que tenha exatamente o mesmo defeito gera uma sensação de conforto. “Ufa, eu sou normal. Esta outra pessoa também é assim e eu acho ela incrível”.

Neste tipo de relacionamento, que começa de forma tão reconfortante e cheia de compreensão, o grande risco é que na ânsia de afirmar a própria normalidade, cada um vá puxando o outro para mais fundo dentro do poço em comum, e a relação acabe virando uma disputa doentia para ver quem é mais degenerado.

Sim, porque depois de estabelecer que o “defeito” é na verdade uma qualidade, algo que os diferencia dos demais, começa uma disputa entre o casal para ver quem é o pior/melhor naquilo.

Digamos que uma garota fumante encontra um cara que fuma com orgulho e vê isso como um estilo de vida. Logo vão concordar sobre como é chata essa sociedade de falso moralismo que trata fumantes como criminosos, como as estrelas de filmes noir eram charmosas com seus cigarros blasés e como fumantes são superiores a toda essa geração saúde escrota.

Continuar a ler

Anúncios